Estratégia: Guerrilha

Estratégias de guerrilha existem desde os primórdios. O próprio nome Hurra deriva de uma estratégia onde no campo de guerra apenas uma palavra foi usada como estratégia para vencer um exército.

Adaptado para o marketing, foi trazido ao mercado por Jay Conrad Levinzon, publicitário norte americano conhecido pelas campanhas famosas que criaram o personagem do cowboy para a Marlboro. Sua ideia se baseia nas estratégias militares aplicadas ao mercado onde analisando o mercado, o serviço ou produto, tenta provocar o publico.

Com criatividade tentamos criar um ambiente de alto impacto, transformando o cotidiano e o universo do consumidor como plataforma para passar a mensagem do cliente de forma inusitada, de modo a provocar o mesmo.

Marketing de guerrilha na prática

Normalmente o marketing de guerrilha usa estratégias de baixo custo quando comparados as mídias convencionais, isso se deve pelo alto valor de compra de mídia bem como a concentração de publico alvo. Ou seja, como é feito em ambiente controlado, impactamos apenas potenciais consumidores do produto ou serviço, seja por geolocalização ou por interação, não se desperdiça a verba do cliente impactando publico que possivelmente não geraria leads ao cliente.

Dentro do marketing de guerrilha são usadas várias estratégias distintas dependendo do cliente, produto, serviço, local etc. Essas estratégias são:

  • Marketing de emboscada
  • Astroturfing (embaixadores da marca)
  • Flash-mobs
  • Instalações
  • Outras

Todas essas técnicas hoje são combinadas com campanhas de mídias sociais e assessoria de imprensa para potencializar os resultados.

Marketing de guerrilha no Brasil

Hoje muito se busca como soluções criativas para impactar o publico, e a Hurra é uma das poucas agências que consegue usar marketing de guerrilha em seu escopo com sucesso. Entretanto diferente do cenário americano, aqui no Brasil e nas principais capitais como São Paulo ou Rio de Janeiro, as leis atuais como a Lei cidade limpa, interferem e muito na execução de ações.

Mas ainda é possível sim, promover o marketing de guerrilha aqui, seja com autorização das autoridades competentes ou promovendo as mesmas em locais privados, os resultados e a criatividade conseguem bons resultados aos clientes.

Deve-se lembrar que investimentos para as ações na conta básica de CPM (padrão em mídia) ou seja o custo por mil pessoas impactadas sobe nessas ações em contrapartida o resultado é multiplicado em muitas vezes pois falamos exclusivamente com quem de fato interessa!

Veja o que já fizemos de Guerrilha:

Loggi

A Loggi é uma das maiores empresas de entrega via moto do Brasil. Seu app foi o primeiro a acompanhar em tempo real o motorista, dando ao cliente total segurança durante o

Leia Mais »

MINI

De origem inglesa, a MINI Cooper é uma das marcas automobilísticas mais descoladas e inovadoras do mercado. Conquistou o mundo com seus carros pequenos, porém estilosos e potentes. Aqui no

Leia Mais »

Ubisoft

A Ubisoft é uma das maiores publicadoras do mundo, sendo eleita pela revista norte-americana Game Developer a quarta maior empresa neste ramo em 2007. A Ubisoft também é uma grande

Leia Mais »